A pandemia escancara nossas desigualdades no mercado de trabalho (1)

Por Nelson Marconi Na semana passada o IBGE divulgou as estatísticas referentes ao desemprego e demais indicadores do mercado de trabalho para o mês de junho. À primeira leitura, o desemprego e o número de desocupados subiram menos que o senso comum poderia esperar. Mas na verdade uma leitura mais atenta dos números mostra que o impacto da epidemia sobre o mercado de trabalho é … Continuar lendo A pandemia escancara nossas desigualdades no mercado de trabalho (1)

Efeitos do Auxílio Emergencial: excessivas são a pobreza e a desigualdade, não o auxílio

Por Lauro Gonzalez, Professor da EAESP-FGV e coordenador do Centro de Estudos em Microfinanças e Inclusão Financeira da FGV (twitter @LauroGonz2019) e Bruno Barreira, Pesquisador do Centro de Estudos em Microfinanças e Inclusão Financeira da FGV. A pandemia do novo coronavírus arrastou a economia global para níveis inéditos de recessão.  Diante da crise, todos cobram ações do Estado, inclusive o mercado. No Brasil, Guedes e … Continuar lendo Efeitos do Auxílio Emergencial: excessivas são a pobreza e a desigualdade, não o auxílio

Pós-pandemia

Por José Francisco Lima Gonçalves Os próximos meses serão ocupados pela reforma tributária e pela política fiscal. A primeira, complexa e urgente, veio fatiada e, como na reforma da previdência, o resultado deve ser de regras com impacto econômico imprevisível, mas capaz de acalmar os ânimos. Ânimos a serem acirrados pelo tema correlato da política fiscal. A intenção do governo de voltar ao orçamento pré-pandemia … Continuar lendo Pós-pandemia

Cadeias Globais de Valor: benefícios, riscos e futuro pós-pandemia

Por Eliane Araújo e Samuel Peres O avanço nas tecnologias de comunicação e informação permitem que grandes empresas, situadas em sua maioria em nações avançadas, fragmentem suas cadeias de produção em tarefas específicas que podem estas dispersas pelo mundo para aproveitar custos mais baixos de produção. O comércio global da agricultura moderna, manufatura e serviços comercializáveis tem sido fundamentalmente transformado por essas Cadeias Globais de … Continuar lendo Cadeias Globais de Valor: benefícios, riscos e futuro pós-pandemia

Por narrativas econômicas que resgatem a esperança

Por Carmem Feijó, Carlos Henrique Horn, Fernanda Feil[i] No debate econômico internacional, a defesa do Estado mínimo e das políticas de austeridade está enfraquecida diante da profunda crise da Covid-19. O reconhecimento da importância de uma política fiscal expansionista com o propósito de alavancar e sustentar o crescimento já não parece tão utópico quanto outrora. Na crise em curso, as autoridades econômicas ao redor do … Continuar lendo Por narrativas econômicas que resgatem a esperança

Celso Furtado, Subdesenvolvimento e a Educação

Por André Roncaglia e Fernanda Cardoso Hoje, 26 de julho de 2020, celebramos o centenário do nascimento de Celso Furtado. Nos últimos dias, uma série de reportagens e webinários buscou avaliar as contribuições do grande intelectual e homem público brasileiro. A sua contribuição teórica tinha como finalidade a transformação da sociedade que ele tão bem interpretou. Neste texto, colocaremos em relevo um aspecto de sua obra que tem sido alvo de sistemáticos … Continuar lendo Celso Furtado, Subdesenvolvimento e a Educação

É preciso exorcizar a política fiscal

Por Fábio Terra, Professor da UFABC e do PPGE-UFU. A política fiscal no Brasil foi transformada em demônio e é preciso exorcizá-la. Ela é a mais importante política econômica de um país, pois paga por todas as demais políticas públicas. Além disso, diferente das políticas monetária, cambial e até mesmo industrial, que funcionam por meio de incentivo, a fiscal afeta diretamente a demanda agregada e … Continuar lendo É preciso exorcizar a política fiscal

O problema do rei inepto: reflexões a partir de Ricardo II

Por José Garcez Ghirardi O que fazer quando um governante, tendo ascendido legitimamente ao poder, se revela incapaz de promover o bem comum e se mostra absolutamente desinteressado da saúde da república, tornando-se assim, ele mesmo, um risco para o corpo político? Essa dificuldade constitui o cerne da magnífica trama que Shakespeare nos oferece em A tragédia do rei Ricardo II (1595-1596). A questão do … Continuar lendo O problema do rei inepto: reflexões a partir de Ricardo II

Voltar para onde?

José Francisco de Lima Gonçalves O fim do padrão ouro, como instituição internacional centrada na Inglaterra, estava decretado com o declínio relativo daquele país. A emergência de Alemanha e Estados Unidos, coadjuvados pela França e pelo Japão, redesenharia a economia global, tanto na geopolítica quanto na economia e nas finanças. A expansão e diversificação das malhas comerciais e financeiras constituiu a base de consolidação da … Continuar lendo Voltar para onde?

A decisão pela inação na política econômica

Por João Romero Já vivemos uma crise devastadora, e o pior ainda não chegou. O Brasil já vinha enfrentando dificuldades na recuperação da economia após a crise de 2015-16. A perspectiva de crescimento seguia baixa e o desemprego elevado, quando veio então a epidemia. O problema é que a ampliação de intervenções estatais, absolutamente cruciais para lidar com a epidemia e a crise, vai em … Continuar lendo A decisão pela inação na política econômica