SOBRE PASSADOS, RIQUEZAS E ARROZES: Machado de Assis e o Sermão breve do Diabo.

Por Paulo Henrique Rodrigues Pereira* Um dos aspectos mais interessantes da descrença aos saberes – tão típica do nosso tempo – é a de uma certa desconfiança sobre o passado. Os olhares pouco atentos acham que os ataques são aos historiadores, seus livros, suas teses. Nada disso, é ao passado mesmo. Na verdade, é uma tarefa necessária. De tempos em tempos, as soluções fáceis sobre … Continuar lendo SOBRE PASSADOS, RIQUEZAS E ARROZES: Machado de Assis e o Sermão breve do Diabo.

Breves notas sobre o descaminho de uma nação

Por Ricardo Carlos Gaspar* E a gente fica esperando Uma coisa, uma coisa  Que eu não sei o quê… Lô Borges, Aos barões (1972) O ideário e a prática desenvolvimentistas, que legaram ao Brasil uma estrutura produtiva industrial moderna e diversificada, foram abandonados a partir da década de 1980. Com eles, os projetos de construção nacional ou estratégias de longo prazo, bem como qualquer debate … Continuar lendo Breves notas sobre o descaminho de uma nação

Há branco empobrecendo? Toca racismo!

Não resolve, mas ajuda bem Por Paulo Henrique Rodrigues Pereira Sai década e entra década, de vez em quando o mundo se lembra da monstruosidade do racismo americano. Cartazes assustados ganham as ruas, e as mãos perplexas que os carregam buscam compreender como a nação mais rica do mundo ainda vive como se estivesse nos tempos da escravidão, em que a vida humana valia algo … Continuar lendo Há branco empobrecendo? Toca racismo!

É preciso repensar o Estado frente às transformações do Século XXI

Por Guilherme Magacho, PhD pela Univ. de Cambridge, Pesquisador da FGV e do CCEPPCambridge e Professor do PPGEUFABC. As transformações produtivas, tecnológicas e organizacionais das últimas décadas levaram a uma reestruturação social na qual o salário perdeu função como principal dinamizador das economias. Se no Século XX predominou o regime de acumulação fordista, no qual a produção em massa era financiada pelo consumo em massa, … Continuar lendo É preciso repensar o Estado frente às transformações do Século XXI

O dia em que a economia parou

Por Guilherme Magacho, Marco Brancher e Rafael Leão Imagine você, caro leitor, se do dia para noite a “economia parasse” e grande parte das pessoas, sobretudo aquelas já estão em dificuldade, perdessem suas rendas. O que aconteceria? E, o que poderia ser feito para evitar, ou mesmo, amenizar essa situação? Foi com essa inquietude que decidimos analisar qual seria o impacto dessa paralisação sobre a … Continuar lendo O dia em que a economia parou

Comunicado conjunto dos presidentes Bolsonaro e Trump indica nova direção rumo à redução de barreiras comerciais entre os dois países Foto: CARLOS BARRIA / REUTERS

O Brasil na contramão do mundo: Comparação entre Políticas Econômicas de combate a crise do COVID-19

Por Tiago Couto Porto, Doutorando em Administração Pública e Governo (EAESP-FGV), Mestre em Economia pela Paris 13 – Université Sorbonne Paris Cité e Pesquisador Associado ao Centro de Estudos do Novo Desenvolvimentismo (FGV-SP). A retórica argumentativa daqueles que observam o sistema econômico capitalista de uma maneira binária, de Estado contra Mercado, ou PIB público contra PIB privado, é ilógica como a dicotomia ‘imaginária’ de que se … Continuar lendo O Brasil na contramão do mundo: Comparação entre Políticas Econômicas de combate a crise do COVID-19

Presidente Jair Bolsonaro com máscara durante coletiva Foto: ADRIANO MACHADO / REUTERS

O país em surto e o presidente surtado *

Por Nelson Marconi, economista e professor da FGV. Tempos anormais exigem medidas anormais. Não há como pensar em uma gestão fiscal tradicional nesse quadro. Essa é a chave para eliminar a aparente contradição entre a manutenção de emprego e as restrições ao ir e vir que o presidente adota em seu discurso, seguindo seu companheiro americano. Pensa dessa forma quem não compreende ou concorda com a … Continuar lendo O país em surto e o presidente surtado *

Coronavírus: mulher com máscara na Maré, no Rio de Janeiro (Fabio Teixeira/Reuters)

Medidas anormais para tempos anormais

Por Nelson Marconi, economista e professor da FGV. Vários economistas já falaram isso, mas é preciso frisar. Vamos ter um colapso da saúde pública e da demanda no futuro próximo. O governo estava, até o início desta semana, defendendo o mantra da necessidade de reformas para solucionar a crise causada por esse vírus. Uma parte da equipe econômica acordou e tomou medidas muito tímidas.  A … Continuar lendo Medidas anormais para tempos anormais

Vulnerabilidade social e a pandemia do Covid-19 no Brasil

Por Eliane Araujo,  doutora em economia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2009), professora associada da Universidade Estadual de Maringá e bolsista produtividade em pesquisa do CNPq. Algumas reformas aprovadas na economia brasileira nos últimos anos, especificamente após 2015, implicaram não somente menor segurança econômica e proteção social, como também levaram a uma redução na provisão de serviços públicos essenciais os quais, em médio … Continuar lendo Vulnerabilidade social e a pandemia do Covid-19 no Brasil

Crise Sanitária, Desigualdade e Proteção Social

Por André Roncaglia, economista e professor da Unifesp. A coronacrise chegou ao Brasil pelo andar de cima, contaminando o topo da distribuição de renda que, mesmo com o a taxa de câmbio próxima aos R$ 4, conseguia fazer a festa na Disney e na Europa. Inicialmente uma doença de rico, o vírus avança rumo às camadas menos protegidas da nossa sociedade. Nossa imensa desigualdade social … Continuar lendo Crise Sanitária, Desigualdade e Proteção Social