De izquierda a derecha: Los miembros de la UDI Pablo Longueira, Andrés Chadwick, Joaquín Lavín y Julio Dittborn, junto a Pinochet

A responsabilidade moral dos economistas

Por João Villaverde, doutorando em Administração Pública e Governo pela FGV-SP. Foi pesquisador visitante em políticas públicas na Universidade de Columbia (Nova York). É autor do livro “Perigosas Pedaladas: Os bastidores da crise que abalou o Brasil e levou ao fim o governo Dilma Rousseff” (Geração Editorial). Qual é a responsabilidade moral de economistas que aceitam prestar serviços para governos populistas, ou, pior: com abjetas … Continuar lendo A responsabilidade moral dos economistas

SOBRE PASSADOS, RIQUEZAS E ARROZES: Machado de Assis e o Sermão breve do Diabo.

Por Paulo Henrique Rodrigues Pereira* Um dos aspectos mais interessantes da descrença aos saberes – tão típica do nosso tempo – é a de uma certa desconfiança sobre o passado. Os olhares pouco atentos acham que os ataques são aos historiadores, seus livros, suas teses. Nada disso, é ao passado mesmo. Na verdade, é uma tarefa necessária. De tempos em tempos, as soluções fáceis sobre … Continuar lendo SOBRE PASSADOS, RIQUEZAS E ARROZES: Machado de Assis e o Sermão breve do Diabo.

Breves notas sobre o descaminho de uma nação

Por Ricardo Carlos Gaspar* E a gente fica esperando Uma coisa, uma coisa  Que eu não sei o quê… Lô Borges, Aos barões (1972) O ideário e a prática desenvolvimentistas, que legaram ao Brasil uma estrutura produtiva industrial moderna e diversificada, foram abandonados a partir da década de 1980. Com eles, os projetos de construção nacional ou estratégias de longo prazo, bem como qualquer debate … Continuar lendo Breves notas sobre o descaminho de uma nação

O problema do rei inepto: reflexões a partir de Ricardo II

Por José Garcez Ghirardi O que fazer quando um governante, tendo ascendido legitimamente ao poder, se revela incapaz de promover o bem comum e se mostra absolutamente desinteressado da saúde da república, tornando-se assim, ele mesmo, um risco para o corpo político? Essa dificuldade constitui o cerne da magnífica trama que Shakespeare nos oferece em A tragédia do rei Ricardo II (1595-1596). A questão do … Continuar lendo O problema do rei inepto: reflexões a partir de Ricardo II

Amanhã vai ser outro dia: o desafio da dívida pública e as ideias de contrapartida

Por João Villaverde Tempos excepcionais demandam medidas excepcionais. O setor público entra em campo pesadamente para garantir a travessia enquanto famílias estão em casa e empresas de setores não essenciais estão fechadas, todos protegendo uns aos outros do contágio de um vírus letal, dando tempo para os hospitais se organizarem para tratar quem desenvolve sintomas graves enquanto pesquisadores trabalham em uma vacina. Em casa, mas … Continuar lendo Amanhã vai ser outro dia: o desafio da dívida pública e as ideias de contrapartida

Três lições sobre a crise diplomática causada por Eduardo com a China

Por Guilherme Casarões, cientista político e professor da FGV Poucas horas depois de duas importantes coletivas do governo sobre o novo coronavírus, Eduardo Bolsonaro achou que seria uma boa ideia começar uma crise diplomática com o governo chinês. Afeito à verborragia virtual, o deputado comparou a resposta chinesa à tragédia de Chernobyl, na antiga União Soviética, e culpou o Partido Comunista Chinês pelo alastramento da … Continuar lendo Três lições sobre a crise diplomática causada por Eduardo com a China